Presidente do Paysandu reconhece que errou em renovar com João Brigatti em janeiro

Ricardo Gluck Paul ainda disse que o novo treinador tem histórico de acessos

Por Carlos Augusto Matos

O presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, foi até sua conta oficial no Twitter para desabafar. Lamentou o resultado no Re-Pa do último domingo, mas não lamentou a decisão de demitir o técnico João Brigatti, mesmo com o time invicto no Parazão. Aliás, deu mais detalhes do novo comandante do Papão, afirmando que tem o perfil que deseja. 

“Lamento o resultado de ontem, mas não lamento a decisão. Quem está no dia a dia sabe o que aconteceu – e o que fatalmente aconteceria. Seria fácil esperar o pior acontecer e desligar somente nesse momento, mas não seria honesto: seria covardia. Tenho total consciência do desgaste da decisão, mas minha vaidade não é maior que o Paysandu. Este está acima de tudo. Nossa obrigação é defendê-lo. Sempre com coragem. O novo treinador será anunciado nesta terça-feira em nossa reapresentação. Vem com o perfil que desejamos: organização tática, histórico de acesso e currículo no futebol”, disse o mandatário bicolor. 

Ao ser questionado por um torcedor sobre não ter renovado com João Brigatti em janeiro, já que ele não conseguiu livrar o time do rebaixamento na Série B, Ricardo Gluck Paul reconhece que errou. 

“Porque errei naquele momento. Mas não vou esperar o pior acontecer para consertar o erro. Às vezes é necessário dar um passo para trás para dar dois à frente. Vamos em frente, com coragem!”, finalizou o presidente.

Foto: Fernando Torres

Deixe seu comentário aqui