Clube do Remo confirma mais três reforços

Trata-se de um goleiro, um lateral-esquerdo e mais um meia

Imagem: Ascom Remo

OFutebolista.net

A diretoria do Clube do Remo segue trabalhando forte buscando montar o elenco para a próxima temporada. Na tarde desta sexta-feira, anunciou mais três reforços. Trata-se do goleiro Thiago, do lateral-esquerdo Ronaell e do meia Diogo Sodré. 

Thiago Rodrigues Coelho, de 23 anos, natural de Cascavel, no Paraná, é goleiro e cria das divisões de base do Coritiba. Em 2018 atuou em clubes como Velo Clube-SP e VOCEM-SP. O atleta revelou que está feliz em acertar com o Clube do Remo. 

"Passei 7 anos na base do Coxa, depois rodei em vários clubes menores pra jogar e pegar experiência. Minha expectativa é a melhor possível, estou muito feliz em poder vestir a camisa desse clube grandioso. É o maior passo na minha carreira, espero ser muito feliz e dar muita felicidade ao torcedor azulino", disse o arqueiro.

Já Ronaell Rubens da Silva Aguiar, de 27 anos, natural de Turvania, interior de Goiás, é lateral esquerdo, cria das divisões do Internacional e do Grêmio. Passou por clubes como Campinense, Brusque-SC e Cuiabá. Na atual temporada disputou 23 partidas e marcou um gol.

Elenco azulino já conta com 12 jogadores para 2019

"Muito feliz por poder jogar no Remo. Quero corresponder todas as expectativas, que juntos façamos uma boa preparação para alcançar grandes objetivos neste próximo ano. Espero conseguir mais um acesso na minha carreira", disse o lateral. 

Por fim Diogo Henrique Sodré, de 27 anos, natural de São José dos Campos, interior paulista, é meia ofensivo e passou pela base do Cruzeiro. Passou por equipes como Coritiba, Bragantino-SP e estava há três temporadas no Luverdense. O atleta passou também pelo futebol do Catar. Na atual temporada esteve em campo em 20 jogos e não marcou gols. 

"Eu sempre fui um meia-atacante, chego bem na área, dou assistências e faço gols, mas nos últimos anos também atuei centralizado e às vezes de segundo volante. Acredito que na minha função também é necessário marcar e recompor. O Clube do Remo não merece estar onde está. Esse ano de 2019 tem que ser um ano de conquistas, desde estadual, Copa do Brasil, Copa Verde e o acesso, o desafio é esse, com trabalho forte e muito suor. Não vai ser nada fácil, mas vamos correr atrás. Trabalhando certinho as coisas vão acontecendo", disse o meia. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :