Edimar vê novo ânimo com chegada de Brigatti

Defensor não estava sendo utilizado por Guilherme Alves

Defensor soma 33 jogos com a camisa do Paysandu na temporada
Foto: Fernando Torres/Ascom Paysandu

OFutebolista.net


A troca de comando técnico de uma equipe costuma motivar alguns atletas. Foi o caso de Edimar. Com a saída do antigo comandante para a chegada de João Brigatti, o defensor ganhou moral, se destacou nos treinamentos e, após três compromissos fora, voltou a vestir as cores do Paysandu. Foi por pouco tempo, é bem verdade. Mas Edimar ficou contente em entrar nos minutos finais e ajudar o Papão a vencer o Avaí, em casa, por 2×1. 

"Fico muito feliz de defender essa camisa. Foi meio estranho não ter atuado, não ser utilizado. Mas cada treinador tem suas opções, é normal. O time não vivia um bom momento e o antigo treinador optou por me tirar. O Brigatti chegou e me deu muita moral, só me disse coisas boas. Entrei com o objetivo de não sofrermos o empate. Graças a Deus pude ajudar e voltamos a vencer", afirmou o jogador, que disputou o Paulistão pelo Mirassol antes de ser contratado.

Edimar, aliás, já soma 33 compromissos com a camisa do Papão. Ele espera que a chegada de Brigatti traga um novo ânimo para o time bicolor dentro da Série B do Brasileirão. 


"É um treinador que veio com uma energia gigantesca de ganhar. Mesmo com o pouco tempo, acho que o torcedor conseguiu ver isso. É um cara que deixa um clima bom dentro do grupo. Sabíamos que a vitória era essencial e felizmente ela veio. Agora é trabalhar para sairmos logo desse momento ruim. Acho que o Brigatti tem tudo para nos recolocar em uma condição melhor", finalizou o zagueiro.
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :