Hugo Almeida vive ansiedade por estreia no Paysandu

Atacante está no clube há mais de 15 dias recuperando parte física

Atacante deve estrear com a camisa Lobo contra o Londrina
Foto: Fernando Torres/Ascom Paysandu

OFutebolista.net


Apresentado oficialmente há pouco mais de 15 dias, Hugo Almeida está perto de fazer seu primeiro jogo pelo Paysandu. Com calma e seguindo o planejamento dos profissionais do clube, o atacante é só elogios à nova casa.

Com ótimas passagens por Paraná, Coritiba e Juventude, Hugo Almeida desembarcou no Papão após se aventurar no Marrocos. Ele foi campeão da Série B pelo América Mineiro em 2017 e aceitou a proposta para defender o Ittihad Tanger. Deu certo. Pela primeira vez o clube foi campeão nacional, justamente com o atacante sendo o grande destaque do time. Agora, no entanto, o jogador corre contra o tempo. 

“Foi uma passagem super especial. O clube nunca tinha sido campeão nacional do Marrocos e a festa foi gigante. Mas eu sabia que a estrutura não seria a mesma e que o ritmo de treinamentos e jogos também não. Então preciso dessa readaptação. Todos os profissionais aqui do Paysandu estão sendo sensacionais comigo”, afirmou.

Hugo Almeida explica que nos primeiros dez dias de trabalho no Papão teve que focar na parte física. 


“Eu estava bem, meu peso estava certo. Mas todo jogador que joga nesses mercados diferentes perde um pouco do ritmo. É normal. E eu estava mesmo abaixo dos companheiros que já estavam na pegada desde os primeiros dias do ano. Só tenho que agradecer aos médicos, fisiologistas, preparadores. Fizemos um planejamento excelente e já evolui demais. É questão de tempo agora”, continuou.

O Paysandu tem, na sequência, dois compromissos fora de casa. Primeiro o Londrina depois o Brasil de Pelotas. Depois volta a jogar em casa, no dia 25, diante do Sampaio Corrêa. 

“Sinceramente ainda não conversamos muito sobre a data da minha possível estreia. Temos que ver. Eu comecei agora a treinar com meus companheiros normalmente. Mas ainda não estou no ideal. Depende da comissão, do Guilherme. Eles estão fazendo um trabalho muito bom comigo e claro que quero jogar logo, tem aquele frio na barriga. Mas não podemos pular etapas. Quero muito retribuir dentro de campo todo o carinho que recebi”, finalizou o atacante do Papão.
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :