Copa Verde luta para sobreviver em 2019

Canal de Tv comunica que não vai transmitir a competição em 2019

Edição de 2018 poderá ser a última do torneio regional
Foto: Ascom CBF

O Futebolista

O futuro da Copa Verde está incerto para a próxima temporada. Tudo porque o canal de Tv fechada Esporte Interativo já comunicou que não vai renovar com a CBF o contrato dos direitos de transmissão para 2019. Devido a isso, o torneio regional virou uma verdadeira incógnita. 

Criado em 2014, o único atrativo na competição se tornou a dupla paraense Remo e Paysandu, que mesmo enfrentando adversários com um poder financeiro inferior, o futebol paraense chegou em todas as finais da competição, mas conquistou apenas um título, com o Papão em 2016 e tem a chance de conquistar o Bi no próximo dia 16, contra o Atlético-ES, em Belém. 


A CBF segue buscando parceiros para a competição. Buscando torná-la mais atrativa, tanto no setor financeiro como busca clubes também. Cogita-se que até clubes do Uruguai e Argentina sejam convidados. 


A CBF tentou convencer times goianos como Goiás, Atlético-GO e Vila Nova a disputar a competição e dar ao torneio uma atração a mais, porém, o baixíssimo poder financeiro não agradou. 

Na primeira fase os clubes recebem R$ 15 mil. Depois recebem R$ 30 mil, na terceira R$ 50 mil, o vice recebe mais R$ 50 mil e o campeão apenas R$ 180 mil. O único ponto atrativo na competição é para quem conquista o título, pois ganha uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, que paga de cota mais de R$ 2 milhões. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :