Análise: Paysandu conquista sua quarta vitória seguida

Papão conta mais uma vez com o artilheiro do futebol paraense na temporada

Cassiano foi o nome do jogo marcando os dois gols da vitória bicolor
Foto: Fernando Torres/Ascom Paysandu

Por Carlos Augusto Matos
@CarlosMat0s

A passagem do Paysandu por Cariacica, no Espírito Santo, pode ter sido determinante para a sequência da temporada. O torcedor ainda sente desconfiança em relação ao time bicolor, porém, a delegação retorna para Belém ainda mais fortalecida após os 2 a 0 em cima do Atlético-ES no jogo de ida da decisão da Copa Verde. 

Após duas derrotas seguidas para o seu maior rival, o Clube do Remo, que culminou na perda do título do Campeonato Paraense, o Paysandu não sabe mais o que é perder na temporada. Já são quatro jogos com vitória, duas pela Copa Verde e duas pela Série B. O técnico Dado Cavalcanti comemorou a vitória, mas, prefere ter os pés no chão por ainda ter o segundo jogo. 

"Time do Atlético-ES marca bem e se posiciona bem. Tivemos dificuldade de entrar no time deles no primeiro tempo. Mas é uma vitória significativa. Foi um excelente resultado. É um primeiro passo, mas a disputa está aberta e precisamos de um bom resultado no jogo da volta", disse o treinador. 

O Paysandu pode ser campeão invicto já que a equipe disputou sete jogos na Copa Verde somando seis vitórias e um empate. Marcou 17 gols tendo uma média de 2,4 gols por jogo na competição e, sofreu seis gols. 

Por se tratar de gols, o Paysandu conta com o artilheiro da Copa Verde, o atacante Cassiano que ao marcar os dois gols ontem, se tornou o maior goleador em uma única edição com nove gols. O posto era do meia Rapahel Luz, em 2015, quando defendia o Cuiabá, marcou oito gols.

Paysandu vence o Atlético-ES e fica a um empate do Bi da Copa Verde

"Estou feliz pelo momento. Pelas vitórias e pelos gols. Porque é importante para a minha carreira. A gente sabe que início de competição é desgastante, mas estou vendo todo mundo unido e se dedicando. Passamos por um momento difícil, muita gente não acreditava mais na gente, mas o nosso grupo se fechou e se uniu. Há disputa de titularidade, mas ela é sadia, com todo mundo respeitando e é isso que dá certo", disse o atacante. 

A defesa não tomou gols nos últimos três jogos. Última vez ocorreu no dia 11 deste mês, quando venceu por 2 a 1 o Manaus, pela semifinal da Copa Verde. 

Para o jogo da volta, o Paysandu entra em campo com a vantagem do empate e podendo perder por um gol de diferença que conquista o título. Se o Atlético-ES vencer por 2 a 0, o título será decidido nos pênaltis. 

Paysandu e Atlético-ES se enfrentam somente no dia 16 de maio, no Estádio Mangueirão, em Belém, às 20h, fechando a Copa Verde 2018. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :