Mesmo com propostas da Holanda e Israel, Ryan Williams preferiu o Paysandu

Meia inglês foi apresentado oficialmente e aguarda seu nome no BID para poder atuar pelo Lobo

Ryan afirma que mais algumas sessões de treinos e ele poderá estrear pelo Papão
Foto: Ascom Paysandu

Por O Futebolista

Na manhã desta quarta-feira, o Paysandu apresentou sua última contratação para este início de temporada. Trata-se do inglês Ryan Williams, que estava no futebol canadense. O meia de 26 anos, revelou que recebeu propostas da Holanda, de Israel, mas chegou em um momento em sua carreira que preferiu fazer uma mudança. Ao receber a proposta do Paysandu, afirmou que não poderia dizer não, por ter um bom treinador, por ter um bom grupo de jogadores e por ficar impressionado com o fanatismo da torcida bicolor. 

O atleta afirmou que sabe que para outros jogadores a mudança para o Brasil é radical demais, mas não poderia perder essa oportunidade. Fez um comparativo entre o futebol na Inglaterra e no Canadá e falou que no seu país é muito rápido, muito intenso. Já no Canadá não tem tanta técnica, mas compensa com preparo físico. Ainda afirmou que no futebol brasileiro tem mais tática e isso deverá ajudar em seu estilo de jogo. 

Ao ser questionado sobre o Campeonato Paraense, onde ele vai encontrar gramados pesados e também sol intenso, Ryan afirmou que na Inglaterra também existe muita umidade e que também tem campos com buracos, ou seja, isso não é novidade para ele. Já nos Estados Unidos teve a chance de jogar em vários climas diferentes, jogando na Florida, em Porto Rico, que são lugares de clima quente, portanto, o clima de Belém também não é novidade para ele e acha que não vai ser um problema para ele. 


Ryan revelou que estava treinando na Inglaterra antes de vir para Belém e que em quatro ou cinco sessões de treinamentos já tenha condições de atuar. No momento ele está mais interessado em entender a filosofia do time, como o time funciona, já que a parte física está garantida. 

Ryan Williams chega para, digamos, um período de testes, de adaptação, no qual assinou com o Paysandu por apenas três meses. Se agradar a diretoria e a comissão técnica, o jogador terá seu vínculo estendido. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :