Paysandu encara o Novo Hamburgo sem quatro jogadores

Auxiliar de Marquinhos Santos acompanhou jogo do adversário no Campeonato Gaúcho

Papão encara o Novo Hamburgo nesta quinta-feira
Foto: Jorge Luiz/Paysandu

Por O Futebolista

O Paysandu realiza última movimentação nesta quarta-feira, no Centro de Treinamento do Internacional, em Porto Alegre, visando duelo contra o Novo Hamburgo, na quinta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil. O jogo é tratado como de vida ou morte, já que será apenas um duelo. O Papão entra em campo com a vantagem do empate para avançar no torneio nacional. 

O técnico Marquinhos Santos não vai poder contar com quatro jogadores. O zagueiro Diego Ivo, com uma lesão na coxa direita e mais o meia Danilo Pires, com um desconforto no mesmo local, estão fora da partida. Por opção técnica, o atacante Magno também ficou em Belém, assim como o volante Rodrigo Andrade. Este último se deve pela negociação com o Vitória. Segundo uma fonte que preferiu não se identificar, o jovem não deve mais atuar pelo Lobo. 

O goleiro Marcão afirma que o time tem que entrar em campo visando a vitória. Se pensar em empate, vai acabar voltando para Belém sem a vaga. 

"É difícil você ir jogar visando o empate. Tem que jogar pela vitória. Quem joga pelo empate, consequentemente, você vai perder, isso é fato. Estamos estudando bastante o Novo Hamburgo. Nosso auxiliar foi ver os jogos deles lá (no Rio Grande do Sul), já passou algumas informações e esperamos fazer um bom jogo. Não vai ser fácil. É o atual campeão gaúcho. Não tá passando por um bom momento, mas tem que ser respeitado. O time tem que entrar em campo e sair classificado, não importa como vai ser, temos que sair classificados. É o nosso objetivo, se classificar para a próxima fase e chegar o mais longe na Copa do Brasil", disse o goleiro. 

No quesito gols, desempenho de Walter vêm caindo a cada ano

Vale lembrar que em caso de classificação diante do Novo Hamburgo, o Paysandu encara o Dom Bosco-MT ou CRB. Além do mais, passar de fase na Copa do Brasil rende lucro financeiro ao clube. Na primeira fase recebeu R$ 500 mil e na segunda fase recebe R$ 600 mil, tendo um lucro de mais de 1 milhão. 

Pensando nisso o Paysandu se preparou para esta partida. Tanto que o Auxiliar Técnico de Marquinhos Santos, Edison Borges, acompanhou 'in loco' partida do Novo Hamburgo pelo Campeonato Gaúcho e destacou a importância do clube em passar de fase. 

"Estamos nos importando tanto com as competições que a diretoria disponibilizou a minha ida para Novo Hamburgo, para poder ver o nosso adversário e repassar ao treinador as informações referentes a essa equipe. Sabemos da visibilidade que vai ter, e sabemos que se nós conseguirmos essa classificação vai ser muito bom para todo mundo, e podemos pensar em coisas melhores dentro da competição", disse o auxiliar. 

Novo Hamburgo e Paysandu se enfrentarão pela primeira vez na história. O duelo está marcado para a quinta-feira, dia 1 de fevereiro, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, às 20h30 (horário de Belém), pela primeira fase da Copa do Brasil. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :