Se dependesse apenas dos pontos conquistados em casa, Paysandu estaria no Z4

Equipe paraense não faz uma boa campanha dentro de Belém

Papão encara o CRB em mais uma rodada na Série B - Foto: Fernando Torres/Paysandu

Por Pallmer Barros
@pallmerbarros

O Paysandu atualmente ocupa a 12ª posição com 36 pontos na classificação da Série B do Campeonato Brasileiro, em um total de 28 partidas disputadas, mas se depender apenas dos pontos conquistados como mandante, o Papão está dentro da zona de rebaixamento. Precisamente, ocupando a 18ª colocação garantindo até aqui 19 pontos ganhos em 14 jogos. O Lobo só fica à frente do Náutico 19º com 16 pontos (no geral, também é vice-lanterna com 23 pontos) e do 20º ABC com 13 pontos (no geral, é também lanterna com 18 pontos).

Dos 14 compromissos, os bicolores venceram cinco, empataram quatro confrontos e perderam outros cinco embates. Além disto, tem o segundo pior ataque com 11 gols marcados. Só ganha do lanterna ABC que marcou oito tentos em casa. Porém, no quesito sofrer gols, a defesa do Papão se sobressai sendo a terceira melhor levando nove bolas em sua rede atuando como anfitrião, perdendo apenas para o Paraná que é líder com cinco gols sofridos e a dupla Juventude e Oeste que tomaram oito cada.

Caso o Lobo vença o CRB nesta sexta, poderá deixar a zona de rebaixamento, pois três concorrentes atuarão fora de casa: o 14º Londrina (com 21 pontos) pega o Juventude; o 15º Goiás enfrenta o Vila Nova (com 20 pontos) e o Santa Cruz (com 19 pontos) encara o Figueirense, o próprio 17º (com 19 pontos) entre os mandantes.


Dependendo do seu próprio resultado e mais o do Figueira, os bicolores podem alcançar o 14º ou 15º lugar com 22 pontos na classificação de anfitriões na Segundona. A equipe paraense vem de dois triunfos na Curuzu; 2 a 0 no ABC-RN e 2 a 1 no Guarani, respectivamente.


Assim, o Paysandu jogará a sua 15ª partida em Belém encarando o CRB-AL nesta sexta-feira, dia 13, no Estádio da Curuzu, às 19h15, pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. 

Compartilhe no Google Plus

Pallmer Barros

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :