Paysandu está a duas vitórias e um empate de fugir da Série C

Futebolista fez um levantamento do retrospecto de descenso na Segundona e descobriu que o Papão está quase livre do rebaixamento, de acordo com os números

Paysandu até começou bem sua caminhada na Série B, mas caindo na tabela - Foto: Ascom América-MG

Por Pallmer Barros
@pallmerbarros

A Série B do Campeonato Brasileiro entrou na reta final de disputa e a preocupação com o rebaixamento ficou mais angustiante. Com a calculadora na mão, os clubes da segunda parte da tabela de classificação começam a fazer as contas para não dar um fim de ano indesejável ao seu torcedor caindo para a Série C de 2018. 

Para ajudar a torcida do Paysandu a calcular a permanência do Papão, O Futebolista pegou a sua calculadora junto com o histórico dos pontos corridos desde 2006, quando o formato passou a ser de turno e returno com 20 clubes, 38 rodadas e quatro rebaixados (quatro ganham o acesso à Série A).

Detectamos que o Lobo precisa de no mínimo mais sete pontos para ficar tranquilão ao término das 38 partidas, de acordo com os desempenhos dos times em 2017. 47 é a maior pontuação (somente o Icasa conseguiu) até aqui de um 17º colocado em 11 anos do novo modelo de disputa da Segundona. 

Atualmente, os bicolores ocupam a 12ª colocação com 38 pontos e a três de vantagem ao primeiro time dentro do Z-4, que é o Luverdense. Ainda faltam mais oito jogos. Além disto, a equipe paraense possui 5,4% de probabilidade de descenso. 


Se levarmos em consideração os últimos cinco anos, o Lobo deve conquistar mais seis pontos em 2017, totalizando 44, ficando no limite da salvação. Neste período, os 17º rebaixados somaram até 43 pontos. Todavia, essa soma de 44 não traz uma boa recordação ao alviceleste. Em 2006 caiu de divisão com 44 pontos. 

Assim, para começar logo a pontuar e não deixar o desespero tomar conta nas últimas rodadas, o Paysandu terá pela frente fora de casa o Londrina, neste sábado, dia 21, no Estádio do Café, às 16h30 (horário de Belém), pela 31ª rodada da Série B do Brasileiro.

Confira o histórico:

2006
16º CRB-AL com 44 pontos. Vantagem no saldo de gols: -6 a -19
17º Paysandu com 44 pontos

2007
16º Ceará com 50 pontos.
17º Paulista-SP com 45 pontos.

2008
16º Fortaleza com 45 pontos. Levou vantagem no saldo de gols: 0 a -13.
17º Marília-SP com 45 pontos.

2009
16º América-RN com 46 pontos.
17º Juventude-RS com 44 pontos.           

2010
16º Vila Nova-GO com 46 pontos. Levou vantagem no critério dos gols pró: 50 a 41.
17º Brasiliense-DF com 46 pontos.

2011
16º ASA-AL com 48 pontos.
17º Icasa-CE com 47 pontos.

2012
16º Guaratinguetá-SP com 43 pontos.
17º CRB-AL com 42 pontos.

2013
16º Atlético-GO com 44 pontos.
17º Guaratinguetá com 41 pontos.

2014
16º Bragantino com 46 pontos.
17º América-RN com 43 pontos.

2015
16º Oeste-SP com 44 pontos.
17º Macaé-RJ com 43 pontos.

2016
16º Oeste-SP com 41 pontos.
17º Joinville-SC com 40 pontos.


Compartilhe no Google Plus

Pallmer Barros

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :