Exclusivo: "Nosso maior objetivo é colocar a Tuna onde ela nunca deveria ter saído", diz Dyovan

Jovem defensor espera ter mais oportunidades no time tunante

Dyovan é mais um destaque da base cruzmaltina que está no elenco principal para disputa da Segundinha
Foto: Pamela Brito/Ascom Tuna

Por Carlos Augusto Matos
@CarlosMat0s


A Tuna Luso se prepara para mais uma disputa de Segunda Divisão do Campeonato Paraense. Para buscar o acesso contará em seu elenco com jogadores experientes, conhecidos no futebol paraense, como é o caso do zagueiro Charles, lateral Rayro, volante Dudu e os atacantes João Victor, Danilo Galvão e Jeferson Monte Alegre. Mas não é só de atletas rodadas que vive o plantel cruzmaltino, vai contar também com os destaques de sua categoria de base. Dentre eles o zagueiro Dyovan Lucas, que conversou com exclusividade com O Futebolista

Dyovan Lucas Amaral de Farias, de 21 anos, é natural de Belém, iniciou sua carreira no futebol na base do Sport Belém. No ano seguinte foi vice-campeão do Parazão Sub-17 pela Tuna Luso. Ainda passou por Clube do Remo, Vila Rica até ter sua primeira experiência em um time profissional. 

"Em 2014 comecei no Sport Belém onde disputei meu primeiro campeonato Sub-17. No ano seguinte fui para Tuna Luso onde foram selecionados vários garotos para disputar o Sub-20. Formamos um bom plantel, com garotos de qualidade, conseguimos fazer um bom campeonato. Tanto que chegamos na semifinal, mas batemos na trave. Ficamos com o vice na competição. Em seguida fui para o Remo no qual joguei ao lado de Gabriel Lima e Lucas Victor que hoje ambos estão no time principal azulino e, disputaria novamente o Sub-20, mas acabei indo para o Vila Rica. Não fizemos uma boa campanha, no qual o time nem passou da primeira fase".

Dyovan vestiu a camisa do time campeão da Segundinha na temporada passada, o Pinheirense, porém, praticamente apenas treinou. O defensor nem era relacionado para as partidas. Após a Segunda Divisão do Paraense de 2016, o jovem zagueiro retornou à Tuna Luso. 

"Meu primeiro time profissional foi o Pinheirense na temporada passada, onde fiquei treinando com o elenco. Peguei uma boa experiência no time que contava com jogadores que já tinham disputado a Segunda Divisão várias vezes, como o zagueiro Magrão, o atacante Feijão, mas infelizmente não tive nenhuma oportunidade de entrar e mostrar meu futebol. Daí voltei para a Tuna Luso, onde criaram o Sub-23, selecionaram outros garotos como é o meu caso, do Erik Santos, Debú, Yan, dentre outros. Conseguimos o que todos nós buscávamos, subir para o profissional e disputar uma Segunda Divisão pela Tuna".


Dyovan revela que tem uma relação muito boa com os defensores tunantes, com os jogadores mais experientes e que o ajudam a evoluir ainda mais como jogador. 

"Nossa relação é a mais amigável possível. Sempre aprendendo, escutando o que jogadores como Rodrigo, Rayro, Charles, os mais experientes têm a me falar. Nunca é tarde demais para escutar a voz da experiência. Eles me ajudam muito no coletivo, passe e posicionamento. Sempre é bom ter jogadores experientes ao lado, principalmente para nós que subimos da base. Temos muito o que aprender ainda".

O zagueiro elogiou o trabalho que Sinomar Naves vem fazendo, tudo para lutar por uma vaga na elite do futebol paraense. Além de ser o treinador, o jovem afirma que todos no elenco podem ter ele como um amigo. 

"O Sinomar é um treinador moderno. Desde o nosso preparador físico ao nosso auxiliar técnico, eles nos passam um trabalho diferenciado. O Sinomar é um treinador que presta bem atenção no atleta. Conserta os erros, chama atenção quando é necessário e conversa com o jogador. Tem muitos treinadores por aí que não fazem isso. O Sinomar passa muita confiança para todos nós. O jogador só tem a evoluir com ele. Além de ser o nosso treinador, podemos ter ele como um amigo. Com toda a certeza o trabalho que ele vez fazendo vai nos ajudar e muito lá na frente". 

Por fim, reconhece a dificuldade que a Tuna vai encontrar na disputa da Segunda Divisão, tudo porque é um campeonato curto e muito disputado, porém, acredita no acesso cruzmaltino. 

"Segunda Divisão é um campeonato curto, mas bem disputado. Times como Carajás, Tapajós, Bragantino, vão vir buscando o título e consequentemente o acesso à elite do futebol paraense. A expectativa é uma das melhores. É poder entrar em uma competição acirrada. A Tuna conta com um elenco bom, com vários jogadores experientes que já disputaram essa competição diversas vezes. Quero aprender com eles e crescer cada dia mais nos treinamentos. Todos nós estamos ansiosos para o início da competição. Nosso maior objetivo é subir com a Tuna, por isso estamos treinando forte todos os dias, fazendo o que o treinador pede. Deus vai nos abençoar, vamos conquistar o acesso e colocar a Tuna onde ela nunca deveria ter saído". 

A Tuna Luso está no Grupo A1 da Segunda Divisão do Campeonato Paraense ao lado de Bragantino, Pedreira, Sport Belém e Vênus. Estreia no dia 15 de outubro quando recebe a visita do Pedreira. 
Compartilhe no Google Plus

O Futebolista

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :