“Nossa equipe está preparada”, afirma Balão Marabá, do Santos-AP

Jogador diz como quer a postura da sua equipe no segundo duelo do mata-mata contra o Paysandu, pela Copa Verde

Foto: Santos-AP/Divulgação
Por O Futebolista

Pela primeira vez em quatro participações na Copa Verde, o Santos-AP chegou às semifinais. E para não fazer feio, mesmo debutando na fase contra um time experiente no torneio, o meia Balão Marabá, como líder do elenco, dá “as cartilhas” de como a sua equipe deve se portar contra o Paysandu, nesta noite no duelo restante dos 180 minutos de mata-mata.

“Primeiramente, o mais importante é procurar jogar bem para não levar gols e ao mesmo tempo marcar (tentos) para termos mais tranquilidade no jogo. Para isso, a nossa equipe está preparada. O nosso estudo sobre como o adversário atua não vem desde o primeiro jogo, no sábado. Estamos analisando o Paysandu desde Macapá, no dia seguinte quando eliminamos o Remo. Sabemos que será uma partida de pegada, assim como foi em São Luís, mas não impossível de ganhar dentro do Mangueirão. Já surpreendemos o Remo, por que não o Paysandu? É ir pra cima sem medo. É atuar no erro deles (dos jogadores do Papão)”, disse Marabá.


Curiosamente, Balão Marabá é paraense e como o nome já nos encaminha, ele nasceu em Marabá, cidade localizada no sudeste paraense, distante aproximada 700 km da capital, Belém. Na carreira, claro, o jogador atuou em times paraenses como Cametá, Águia de Marabá, São Francisco, Gavião, Vênus, Paragominas e Izabelense. Fora do Pará, aos 29 anos, Balão defendeu as cores do JV Lideral-MA e da dupla Amapaense Trem e agora no Santos.

Assim, Marabá e o Santos terão uma noite de decisão nesta terça-feira, dia 18, às 20h30, no Estádio Mangueirão, em Belém, pelo duelo de volta das semifinais da Copa Verde contra o Paysandu. Para se classificar, a equipe do jogador paraense precisa vencer por qualquer placar ou um empate a partir de 2 a 2. Um novo 1 a 1 leva a disputa aos pênaltis. 
Compartilhe no Google Plus

Pallmer Barros

    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários :